Por que é importante calcular o LTV Potencial?
Conheça o nosso lançamento: cinnecta ltv
imagem com título do texto "o que é marketing preditivo e por que a sua empresa precisa dele?" e uma ilustração de um boneco azul apontadando para um gráfico em uma tela

O que é Marketing preditivo e por que a sua empresa precisa dele?

Imagine poder prever o comportamento do seu cliente e se antecipar às suas ações de marketing? Essa realidade é possível por meio do marketing preditivo, um conjunto de ações tomadas a partir da análise de dados.

Analisar o comportamento do consumidor é fundamental. Atualmente, vivemos a era do conhecimento, ou seja, as informações circulam cada vez mais rápido e as decisões de compra podem ser tomadas enquanto estamos nos deslocando de ônibus ou até mesmo em casa, enquanto navegamos pelas redes sociais. 

Torna-se uma tarefa difícil antecipar o momento da tomada de decisão, ou o momento zero da verdade (ZMOT). Este termo apresentado pelo Google em 2011, mostra a mudança de comportamento do consumidor e como é difícil saber quando ele toma a decisão de comprar ou rejeitar determinado produto.

Nesse sentido, o marketing preditivo é uma ferramenta valiosa para conseguir mapear padrões de consumo e mudanças no comportamento da sua persona. Quer saber como fazer isso de forma assertiva? Continue a leitura que vamos explicar tudo neste artigo.

O que é marketing preditivo?

O Marketing Preditivo é a forma de prever o comportamento do consumidor por meio de análise de dados e, a partir daí, traçar estratégias para adequar a comunicação, prever novas formas de publicidade ou, até mesmo, readequar as ofertas dos seus produtos ou serviços.

Com o apoio de soluções de inteligência de dados, técnicas de Machine Learning e Inteligência Artificial, é possível analisar dados de comportamento das pessoas no passado e prever ações futuras, como forma de aumentar o LTV (lifetime value) da sua base de clientes.

O principal objetivo de prever o comportamento do consumidor é criar oportunidades para que as empresas consigam atender melhor às necessidades dos seus consumidores e, com isso, melhorar os seus resultados.

O que é possível alcançar com o Marketing Preditivo?

Entender o comportamento do consumidor abre algumas portas para a criação de produtos ou serviços e, principalmente, mostra formas inteligentes de como ofertá-los. Contudo, fazer a previsão de mudança de comportamento pode elevar a sua empresa a outros patamares, trazendo inúmeros resultados positivos. Veja alguns exemplos:

Personalização de campanhas

Ao identificar os perfis de consumidores é possível prever a quais estímulos e estratégias eles vão reagir melhor. Com isso, você pode reduzir gastos com anúncios e ainda melhorar a experiência do seu cliente dentro da jornada de compra da sua empresa. 

Com essa otimização você consegue criar o tipo de campanha mais assertivo, com o conteúdo certo e no momento mais adequado para cada tipo de cliente que interage com a sua empresa.

Experiência e retenção do cliente

Ficou comum dizer que a empresa tem o foco no cliente, ou que a empresa quer proporcionar uma experiência incrível para o seu público-alvo. Estas são ações realmente importantes, talvez até básicas.

Contudo, o marketing preditivo pode atuar com foco na experiência do cliente, pensando em maneiras de fidelizar o consumidor e diminuir a taxa de churn. A partir da análise de dados e da segmentação dos seus clientes em perfis distintos, é possível entender quais deles têm maior chance de churn, o que eles estão buscando e em qual momento estão buscando o seu produto/serviço.

Com base nessas informações é a sua empresa conseguirá direcionar as campanhas e ações certas para cada segmentação de cliente, entender quais as melhores estratégias de fidelização e ainda conseguir melhorar a experiência dos seus consumidores com a sua marca 

Análise do momento do cliente

A análise preditiva pode ajudar a aumentar as vendas e melhorar os resultados da sua empresa. A ideia de coletar os dados do seu cliente é para  poder criar uma segmentação baseada em perfis. 

O objetivo é criar micro-clusters – pequenos grupos -, e direcionar as campanhas específicas para o momento de cada um deles. É possível, por exemplo, criar segmentações de faixa etária, localização, interesses em comum, tipo de compra realizada e várias outras possibilidades.  

Vamos a um exemplo. Imagine uma loja varejista  que define vários perfis de cliente por tipo de consumo. Uma ramificação deste cluster são homens entre 35 e 40 anos, que moram próximo à loja física e compram fraldas descartáveis aos finais de semana. Outra segmentação, também por tipo de consumo, aponta que mulheres, nesta mesma faixa etária, também compram fraldas descartáveis, contudo no meio da semana, na quarta-feira. 

O cruzamento dessas informações mostra o momento de vida do cliente, onde os pais cuidam dos filhos aos finais de semana e as mães durante a semana. Pode revelar ainda que, aos finais de semana os pais passam mais momentos com os filhos, ou seja, é possível que neste momento eles estejam mais propícios a comprar brinquedos ou outros produtos infantis.

Na outra segmentação, podemos pensar que a mulher divide o cuidado do filho com o trabalho, precisando portanto de produtos e serviços que facilitem a sua rotina e a ajudem a otimizar o tempo. 

Como vimos, o marketing preditivo pode ajudar a identificar o momento em que os clientes estão, e apontar para estratégias de marketing e vendas específicas para atender aquelas necessidades.

Por que prever o comportamento do consumidor?

Geramos diariamente uma quantidade de dados bastante elevada e que é de fácil acesso a todos. Porém, a utilização destes dados para a geração de informação útil ainda é bastante limitada.

Ou seja, a grande maioria das empresas gera e consome bastante dados, porém, quase nenhuma os traduz em insights relevantes e as aplica verdadeiramente nas suas ações. Por isso, criar uma estratégia de marketing preditivo é fundamental. A partir dela, a sua empresa conseguirá fazer uma boa coleta e análise de dados e os transformar em informações úteis sobre o comportamento do seu consumidor. 

A partir daí, você conseguirá antecipar, por exemplo, qual será o próximo passo do seu cliente após realizar a compra de um dos seus produtos. Imagine que você é um lojista que vende peças masculinas em um e-commerce. Qual será a próxima compra que um consumidor que comprou um tênis fará? Será comprar um par de meias?

Responda essas perguntas a partir da análise do perfil deste consumidor. Qual o tipo de tênis ele comprou? Os usuários que compram este tênis também compram meias? Com que acompanhamento este tênis costuma ser usado?

Fazendo uma hipersegmentação e definindo detalhadamente os perfis de comportamento ou consumo é possível ter insights do desejo e do momento de vida dos seus clientes e oferecer produtos e serviços que, talvez, nem eles ainda se deram conta que precisam. 

banner azul com um mockup centralizado a esquerda

Quais tecnologias podem ser usadas em um mapeamento de comportamento do consumidor?

Pelo que você já percebeu o marketing preditivo e a análise de dados são fundamentais para a estratégia de negócios da sua empresa. Veja agora quais tecnologias estão por trás desta estratégia.

1. Big Data

O primeiro passo é começar a coletar e organizar os dados. Para isso, ferramentas como Google Analytics – ou outras tecnologias de Data Analytics – são muito importantes. Fique atento às configurações destes softwares para não medir nenhuma informação de forma errada. 

A partir da coleta e organização das informações é preciso ter ferramentas que façam o processamento destes dados e sejam capazes de entregar informações úteis. 

2. Machine Learning

Com base nas informações geradas, agora é hora da sua empresa alimentar as ferramentas de machine learning – ou aprendizado de máquina. Essa tecnologia é responsável por identificar padrões de dados, fazer conexões entre eles e com isso, aprender a realizar alguma ação a partir do que foi analisado.

Uma aplicação desta tecnologia no marketing preditivo seria, por exemplo, hipersegmentar os clientes com base em seus padrões de consumo, traçando perfis similares. É importante analisar informações sem considerar apenas seu histórico transacional (pois isso pode gerar uma análise enviesada de sua base), além de dados geográficos e sociais.

3. Inteligência Artificial

Após todo esse aprendizado, é hora de implementar as ferramentas de inteligência artificial, criando, portanto, etapas automatizadas para trazer os insights de forma mais assertiva para a tomada de decisão. 

Além disso, é possível criar processos automatizados para que o seu cliente não precise repetir nenhuma ação que possa tirar o seu foco e o fazer desistir da compra.

Quais os primeiros passos para uma estratégia de marketing preditivo?

Logicamente, você não precisa ser um profundo conhecedor de todas estas tecnologias para desenvolver uma estratégia de marketing preditivo em sua empresa. Existem ferramentas no mercado que fazem todo esse processamento e te entregam os insights certos para a sua tomada de decisão. 

Abaixo vamos deixar uma lista com os 05 primeiros passos que você precisa seguir para iniciar a sua estratégia de análise preditiva

  • defina a tecnologia e a ferramenta que será utilizada;
  • automatize e otimize os processos de marketing do negócio;
  • crie conteúdos personalizados;
  • faça conteúdo de marketing dos mais variados formatos;
  • tenha sempre o foco no cliente.

Pronto para começar a estratégia de marketing preditivo da sua empresa? A Cinnecta é especialista no entendimento do comportamento do consumidor e desenvolveu uma solução especialmente voltada para implementação de marketing preditivo, o que permite ações estratégicas, com análises avançadas e tecnologia para trazer aprimoramento nas suas decisões.

Conheça agora nossas soluções e veja mais artigos sobre como melhorar os resultados da sua empresa por meio da inteligência de dados.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email