A Inteligência de dados no processo produtivo do varejo

A Inteligência de Dados no processo produtivo do Varejo

Inteligência no processo de produtivo no varejo.

Soluções inovadoras deixaram de ser um diferencial competitivo e hoje possuem um papel fundamental para o crescimento contínuo das empresas, inclusive do mercado do varejo. 

O setor possui diversas oportunidades de negócio onde algoritmos de inteligência artificial podem ser aplicados para alavancar o negócio e fomentar a inovação nas empresas. 

Entenda como a inteligência de dados pode ser aplicada no varejo para otimizar os resultados nas etapas:

  • Fábrica
  • Logística
  • Vendas
  • Transporte
  • Customer Success

Fábrica

O processo começa na fábrica, onde através de modelos inteligentes podemos ter uma produção que se apoia na previsão de demanda. Assim, evita estoques  desnecessários e perda de produtos. 

Logística

Uma boa logística de transporte e armazenamento é essencial para a saúde financeira de qualquer empresa. A evolução desta etapa vai desde otimização de rotas até a previsão de demandas por região para aprimorar tanto o armazenamento dos produtos, quanto a velocidade e o custo dos envios. Além disso, a previsão de demanda em varejos físicos, pode ser utilizada para dimensionamento do quadro de funcionários.

Vendas

Conhecer seu cliente é um passo fundamental para explorar os dados e dar um passo estratégico na inovação. Cada etapa do processo de vendas e de interação do varejo pode ser otimizado. Para começar, a precificação pode ser feita de maneira customizada. 

Customizar a precificação significa entender as suas características e necessidades e, a partir disso, apresentar valores que maximizem a probabilidade de venda. É importante observar que maximizar a probabilidade de venda, nem sempre maximiza o lucro. As nuances de cada modelo de negócio devem ser consideradas no momento de desenhar uma estratégia. 

Utiliza-se a precificação personalizada também como algo atrator para clientes. Em supermercados, por exemplo, eles são atraídos por preços baixos de um determinado produto e acabam saindo de lá com um carrinho cheio. 

Transporte

O preço do produto tem grande influência no processo de venda. Portanto, fatores que o compõem, como o frete, no caso de uma venda online, precisam estar consonantes com a disposição de pagar do cliente. 

Cada cliente vê o frete de uma maneira. Para alguns, o pouco de encarecimento gerado por ele pode diminuir a chance de compra, enquanto para outros, o frete é visto como algo que não faz parte da composição do preço. Por isso, é importante entender o perfil do seu cliente e então saber qual é o tipo que irá maximizar a propensão à compra. 

Customer Success no Varejo

Além de precificar corretamente, é muito importante fidelizar o cliente, ao criar um elo com o seu estabelecimento. Isso pode ser feito de diversas maneiras. Uma forma comumente utilizada é o programa de recompensas que, com o auxílio de um sistema inteligente, pode gerar gratificações personalizadas que além de melhorar a experiência do cliente, maximizam sua frequência de interação.

Nesse momento temos uma precificação correta e um cliente fiel. No entanto, como entender quando este cliente está deixando de ser fiel ou está indo para os braços do seu concorrente?

No varejo, o churn é silencioso e pode ser identificado a partir da mudança no padrão de interação do cliente com o seu produto. Alguns fatores, que podem ser analisados por meio da inteligência de dados, indicam um churn futuro, como o interesse por um concorrente e mudanças no padrão de vida do cliente.

Conhecer o seu cliente é fundamental para explorar os dados e dar um passo estratégico na inovação. Cada etapa do processo de vendas e de interação do varejo pode ser otimizado. 

Soluções de inteligência de dados para o varejo

Para aplicar essas estratégias de inteligência de dados no varejo, a melhor opção é contar com um time de especialistas, tecnologia de ponta e muito conhecimento técnico e de negócio. 

Nesse sentido, a Cinnecta surgiu para gerar valor na lacuna existente entre a quantidade de informações geradas diariamente e o que realmente te ajuda a compreender o comportamento do seu cliente e a promover experiências cada vez mais personalizadas, seguras e humanas.

Ao transformar informações em estratégias, você precisa observar além dos dados. Definir as fontes adequadas para gerar inteligência e insights aplicáveis é o que realmente vai diferenciar a sua empresa.

Dê o primeiro passo rumo à melhor aplicação da inteligência de dados aqui

Texto por Vinicius Teodoro.

Confira outros conteúdos sobre inteligência de dados no varejo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe aqui o seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *