Como a inteligência de dados pode reduzir custos de campanhas no varejo?

Termos como Inteligência de Dados, Data-driven, Big Data e outros se tornaram cada vez mais comuns na rotina do marketing digital, na rotina de times de precificação e também em outras áreas. As vantagens da aplicação e análise correta dos dados no varejo são infinitas, desde aumentar a precisão na segmentação até reduzir custos em campanhas.

Neste texto, explicaremos como a aplicação desse conjunto de técnicas possibilita uma maximização nos resultados, falando sobre:

  • O que é a Inteligência de Dados?
  • Inteligência de dados e campanhas de marketing
  • Como transformar insights em estratégias
  • Como funciona a segmentação por inteligência de dados

Nesse sentido, entenda melhor sobre o que é a Inteligência de Dados e como ela pode auxiliar as estratégias de marketing e reduzir os custos das campanhas.

O que é a Inteligência de Dados?

O mundo dos dados possibilitou a extração de conhecimento útil a partir de dados coletados.

A inteligência de dados é o processamento desses dados, de forma que eles possam ser analisados e gerar insights relevantes para o planejamento de ações futuras e para o negócio. Assim, ela auxilia na tomada de decisões mais assertivas e na previsão dos resultados das suas estratégias.

Fonte: The Information Factory

Esse processamento de dados é feito a partir da integração com sistemas complexos que conseguem extrair, organizar e interpretar um grande volume de informações.

Inteligência de dados e campanhas de marketing

Dados possibilitam que empresas entendam melhor o comportamento e as demandas de seus clientes. Dessa forma, permitem que os produtos sejam posicionados de forma estratégica e competitiva em relação aos concorrentes.

Nesse sentido, a coleta e a análise dos dados devem focar em entender as tendências de consumo dos públicos-alvo, mapear e segmentar os clientes que buscam atingir. 

  • Qual a idade?
  • O que eles fazem? 
  • O que curtem? 
  • Quais ofertas chamam mais atenção? 
  • Como está a atuação dos concorrentes?
  • Quais são seus hábitos de consumo?

Todavia, essas são apenas algumas das perguntas que equipes de marketing fazem quando precisam construir uma campanha. Suas respostas ficam cada vez mais precisas com o tempo e o ciclo do negócio, porém é importante inserir uma cultura data-driven no processo de criação o quanto antes. No geral, os profissionais do marketing já estão bem atentos à mensuração dos resultados. Copywriters e gestores de tráfego ajustam suas copies e criativos de acordo com a recepção do público, por exemplo.

Contudo, se o comportamento e a experiência dos clientes são levados em conta, investir em inteligência de dados pode auxiliar a criação de experiências personalizadas e a determinação de comunicações mais assertivas.

Como transformar insights em estratégias?

Com o auxílio dos insights fornecidos pela Inteligência de Dados, o planejamento voltado para diferentes públicos, regiões e padrões de comportamento é ainda mais embasado pelo conhecimento de mercado. 

Um exemplo é quando mensuramos uma campanha de anúncios. Ao testar públicos diferentes, como Lookalikes ou personalizados, as ferramentas de gestão de tráfego analisam os milhares de dados dos usuários e focam seus criativos onde está dando mais resultado… na teoria. 

O que acontece é que a precisão dessas ferramentas é limitada pelas informações concedidas a ela – é interessante trabalhar dados externos para extrair mais do potencial da ferramenta. Assim, aliar dados do seu negócio com os algoritmos pode potencializar suas conversões.

Dessa forma, será possível maximizar a receita das ações que serão geradas. Por exemplo, é possível entender como um grupo de anúncios se comporta em determinada região o que permite com que a parametrização seja feita de maneira mais assertiva.

Por fim, outro benefício que o acesso à estatísticas de interesse dos consumidores – por região, estado e município – oferece é a segmentação da voz das campanhas de forma mais assertiva. Isso possibilita conversar com os clientes de forma mais íntima e personalizada.

Como funciona a segmentação

Manter os clientes engajados pressupõe a adoção da segmentação por inteligência de dados. A segmentação do cliente é feita a partir das características e interações dele com o seu produto ou serviço. Por isso, os dados que montam seu perfil são extremamente importantes para ter uma modelagem de boa performance. 

Dessa forma, a segmentação nada mais é do que entender perfis que interagem de maneira diferente com seu produto e integrar essas interações com os dados regionais, de renda e individuais do cliente para encontrar grupos que têm maior adesão a um determinado tipo de comunicação.

O conhecimento do perfil do consumidor contribui na entrega assertiva ao cliente. Isso contribui para uma comunicação personalizada, produtos ou serviços que refletem a necessidade do público e a utilização de canais aderentes à sua realidade – atributos que geram confiança e vínculo entre cliente e marca.

Soluções em inteligência de dados

A Cinnecta é uma empresa de inteligência de dados especialista no entendimento do comportamento de clientes. Por isso, nossa plataforma de dados aliada ao time de cientistas atua para resolver grandes problemas de empresas e gerar resultados no curto prazo. 

Desse modo, combina e analisa um grande volume de dados para que os nossos clientes obtenham informações inovadoras, customizadas e práticas do negócio.

Por meio desses insights, é possível conectar-se com a sua audiência no momento certo e com conteúdo relevante. Para saber mais, entre em contato com a Cinnecta.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe aqui o seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *