crédito imobiliário, como inovar para alavancar os resultados

Como a inovação na análise e concessão de crédito imobiliário pode alavancar os resultados do setor

O crédito imobiliário é um dos fatores que mais contribui para as oscilações positivas e negativas do setor composto por construtoras, incorporadoras e imobiliárias. 

Desde 2020, a inovação nesse mercado tem sido discutida no viés da adaptação ao digital e às novas propostas tecnológicas que precisaram ser incorporadas na rotina das vendas de imóveis. 

O financiamento, por sua vez, foi um fator decisivo para que os números do mercado imobiliário fossem positivos no fim do último ano. As vendas de imóveis novos foram 9,8% maiores, ante 2019, devido às reduções nas taxas de juros. 

Neste artigo, iremos abordar:

  • Os impactos da pandemia no mercado imobiliário e as projeções para 2021
  • A importância da inovação no crédito imobiliário
  • A inteligência de dados como ferramenta para inovar no crédito imobiliário
  • Como inovar na análise e concessão de crédito imobiliário

Os impactos da pandemia no mercado imobiliário

O ano de 2020 prometia crescimento econômico, assim como bons resultados para o setor imobiliário. No entanto, a pandemia impactou os números do mercado durante o primeiro semestre. 

Apesar desse período de baixa, o setor não ficou estagnado e os novos empreendimentos foram construídos. Além disso, os momentos de adaptação foram importantes para reparar erros, evoluir os produtos e buscar soluções digitais para estreitar a relação com os clientes.

Tudo isso, somado às boas taxas de juros, resultou no crescimento do mercado imobiliário e nos valores recorde que foram registrados entre janeiro e março de 2021. No primeiro trimestre do ano, as operações chegaram a R$43,1 bilhões, com 187,6 mil unidades vendidas e projeção de alta de 34% para o setor em 2021, de acordo com o InfoMoney.  

O papel do crédito imobiliário para o crescimento do setor

As taxas de juros baixas possibilitaram que o mercado seguisse em expansão mesmo em um momento de tantas incertezas. Nesse sentido, podemos pensar que o crédito é um combustível para a economia e é também uma ferramenta que alavanca e antecipa o acesso a produtos de alto investimento.

Por isso, as análises de crédito têm um papel muito importante na recuperação da economia a médio e a longo prazo e devem ser repensadas com cuidado. 

O especialista Dan Ariely, professor da Duke University, afirma ao Valor Econômico que “o sistema brasileiro em geral não é simples em termos de emprestar dinheiro. Mas o problema, na verdade, é mais profundo. Não é apenas a facilidade de acessar o crédito, mas também a questão da [comprovação de] capacidade de pagamento que é um ponto complicado para qualquer sistema que se baseia no ‘score’ de crédito.”

Ao mesmo tempo, o mercado imobiliário passa por uma mudança no atendimento do cliente e no nível de exigência em relação à experiência durante a jornada de compra. Nesse sentido, devemos levar em conta a facilidade e a agilidade dos processos, inclusive quando falamos sobre análise e concessão de crédito imobiliário.

A inteligência de dados como ativo na inovação na análise de crédito

Os dados são os principais ativos quando falamos em melhorar tanto a experiência do cliente quanto a análise de crédito. Nesse sentido, é importante utilizar a tecnologia que transforma dados em inteligência para compreender o comportamento do consumidor.

A partir dessa compreensão, é possível entender as expectativas e personalizar a comunicação com o usuário, de forma a oferecer uma boa experiência. Por outro lado, considerar os hábitos e combinar os padrões de comportamento enriquece a análise de crédito e oferece maior agilidade e precisão, ao mesmo tempo em que confere menor risco. 

Dessa forma, a precisão da concessão se relaciona com o uso de soluções que são atualizadas com frequência e que se aprimoram com regularidade. Em suma, o equilíbrio entre atender os públicos e não correr riscos está centrado no uso de dados para a identificar e combinar padrões, bem como para avaliar o contexto e diminuir os impactos negativos em sua empresa. 

Impactos da pandemia na inovação da análise de crédito 

Mais do que nunca, inovar é essencial para se manter vivo.

Em um momento de crise, como o atual, a rapidez dos acontecimentos e das mudanças é muito superior a um período normal. Esse cenário volátil, pede a atualização constante de informações, o uso de ferramentas que aprendam em tempo real e de insumos que te indiquem a hora e o momento certos de agir. Afinal, esses detalhes permitem que as empresas avaliem os riscos na hora de conceder o crédito.

Situações como esta mudam as regras para ceder crédito, e essa elaboração parte do momento em que os clientes e a empresa estão inseridos. Isso posto, se torna nítida a necessidade de conhecer bem quem investe nos seus empreendimentos e também de ter a capacidade de combinar informações para tecer as ações. 

Ainda que tudo tenha se modificado em meio à pandemia, é possível afirmar: as pessoas se comprometem com empresas que satisfazem seus desejos e que sabem a hora certa de agir.

Como inovar na análise de crédito imobiliário

Veja o valor de cada indivíduo

Já abordamos esse tópico em textos anteriores e ele sempre vem à tona porque é crucial lembrar que cada pessoa se comporta à sua maneira. Logo, a forma que você aborda cada uma delas e entende como ela se porta nesse contexto influencia na percepção e na relação que elas terão com seu produto ou serviço. 

Conheça bem seu mercado de atuação e avalie os riscos

Ações que funcionam para uma frente do mercado, podem não ser aplicáveis em outras. Isso vale para as empresas e também para a manutenção das relações com os clientes. Para elaborar regras na hora de conceder crédito, avalie o contexto, mas tenha como base singularidades do seu nicho. 

Teste novas variáveis

Utilize a tecnologia para enriquecer a análise de crédito ao considerar novas variáveis, em adição às tradicionais. Isso permite tratar um conjunto muito mais amplo de fatores e com muito mais agilidade. Incorpore as variáveis comportamentais, por exemplo, a partir de análises de appbehavior e geobehavior.

Apenas a inadimplência não determina um cliente

A grande maioria das pessoas não está confortável diante de um contexto de endividamento. Nesse sentido, ter em seus históricos algum registro de inadimplência nem sempre os definem como um risco para sua empresa. Por isso, os dados e a combinação de hábitos contribuem para a compreensão do perfil do solicitante e assim, para a ampliação de oportunidades de negócio.

Soluções para inovação na análise de crédito

Aliar os processos tradicionais de análise de crédito com inteligência de dados pode garantir que as chances de receita não sejam recusadas. Na medida em que o conhecimento dos hábitos dos clientes contribui com informações precisas para avaliação de risco.

Dessa forma, os dados são a base para uma análise contextualizada e, assim, precisa. Além disso, ater-se à qualidade das informações usadas, bem como do grau de atualização delas é o que vai possibilitar a sua empresa contribuir com a saúde financeira do cliente e mitigar prejuízos.

Existem soluções desenvolvidas dentro do ecossistema de startups brasileiras para incluir as análises de comportamento do consumidor e inovar no score de crédito. 

A Cinnecta oferece a expertise e as tecnologias necessárias para auxiliar as empresas a concederem mais crédito com menor risco. Conheça nossa plataforma ciaaS: por meio da combinação e análise de dados, criamos modelos de crédito que te possibilitam gerar melhores resultados.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe aqui o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *