Por que é importante calcular o LTV Potencial?
Conheça o nosso lançamento: cinnecta ltv
ilustração com um gráfico crescente ao centro

Dados para escalar marketing: principais estratégias para ter um marketing escalável

Você conhece a importância de usar dados para escalar marketing? A partir deles é possível criar ações e estratégias mais assertivas para atração e retenção de clientes para a sua empresa.

Além disso, é um caminho para fortalecer a sua marca e entregar valor real para o consumidor. Ao mostrar que seu negócio é inovador e atento à experiência do cliente, o volume de busca pela sua solução certamente aumenta.

Esse é um dos principais objetivos do Marketing BI: tornar o marketing escalável com o uso da inteligência de dados.

Se você se interessa pelo tema, veja o que vamos abordar a seguir:

  • Conceito de marketing BI
  • Principais ações para escalar o marketing utilizando dados
  • Principais insights obtidos da base de clientes
  • O que fazer após olhar para a base de dados

Conceito de marketing BI

O Marketing BI tem origem no conceito de Business Intelligence, quando aplicado ao Marketing Digital.

Ou seja, nada mais é do que a união de teorias e metodologias da tecnologia para coletar, estruturar, processar e analisar dados ou informações referentes à gestão de negócios de Marketing e Marketing Digital.

Existem diversas possibilidades de trabalho dentro do Marketing BI e algumas técnicas são utilizadas para garantir uma análise de dados mais inteligente e eficiente, como:

  • Big data;
  • Análise preditiva;
  • Análise competitiva;
  • Automação;
  • Inteligência Artificial;
  • Machine Learning.

Principais ações para escalar o marketing utilizando dados

Para tornar o marketing escalável, é preciso pensar em automatização e inteligência de dados. Mas afinal, como fazer isso?

Apostar em tecnologia e capacitação do time é o primeiro passo para usar dados para escalar marketing. Entretanto, a partir daí existem outros caminhos importantes que farão toda a diferença nesse objetivo, como você verá a seguir.

Implemente a cultura data-driven

Ter uma cultura data-driven é ter toda a sua equipe orientada por dados. Para além de todas as estratégias e campanhas propostas, é preciso que o marketing da sua empresa também seja data-driven.

A ideia é investir em ferramentas que absorvam bem esses dados, e que o time tenha um olhar analítico e investigativo para traduzi-los em ações estratégicas. Neste ponto será possível encontrar “gaps” e oportunidades para alavancar vendas e implementar novas estratégias mais assertivas.

Tenha certeza que a sua empresa está analisando os dados corretos

Como dito anteriormente, ter o apoio de ferramentas de qualidade e que são confiáveis na hora de coletar dados é de extrema importância.

Imagine só criar estratégias baseadas em dados que não são reais? Isso pode ser prejudicial de diversas maneiras para o negócio, inclusive, com ações irreparáveis. 

Portanto, tenha sempre atenção na verificação desses dados, se são um reflexo da realidade ou se estão muito diferentes ao ponto de gerar dúvidas e estranhezas.

Trabalhe a sua própria base de clientes

Nada melhor do que analisar seus clientes atuais para poder escalar o marketing. Os dados que você precisa estão ali, dentro da base de quem consome do seu produto ou serviço.

Se você deseja realizar testes ou entender melhor a impressão que as pessoas têm da marca, recorrer a quem já experimentou é a melhor opção. Portanto, dê sempre prioridade aos clientes reais do seu negócio para encontrar as melhores oportunidades.

Principais insights obtidos da base de clientes

A sua base de clientes é um acervo maravilhoso para encontrar oportunidades de melhoria, de novas ações de marketing e até da criação de um novo tipo de produto ou serviço.

Se você ainda não trabalha com os dados dessa base, confira a seguir os principais insights que podem ser obtidos com ela.

Entendimento do perfil mais compatível com o negócio

A tão conhecida “definição de persona” pode ser encontrada na sua base de clientes. Dados demográficos, sociais, de gênero, entre outros, te ajudam a entender melhor qual é o perfil do seu consumidor e qual é o seu comportamento e interesses.

Ter o entendimento desse perfil ajuda a direcionar campanhas de marketing de forma mais assertiva para o público-alvo e com mais possibilidade de conversão.

Além disso, entender o perfil do cliente também pode ditar o tom da comunicação da sua marca para que toda mensagem transmitida seja melhor percebida e compreendida.

Identificação de possibilidade de rentabilização

Entender o LTV (Lifetime Value) da sua base e identificar oportunidades de upsell e cross-sell, por exemplo, é um caminho para aumentar o faturamento da sua empresa a partir de dados de marketing. 

Por meio dessas análises é possível rentabilizar por meio da fidelização de clientes, para que fiquem ativos por mais tempo. Conquistar novos clientes é importante, mas trabalhar aqueles que já apostaram no negócio também tem grande valor para a corporação.

Análise do ciclo de vida para identificar pontos de churn em comum

Como falamos, o LTV é uma métrica muito importante nesse cenário de análise de base de clientes. Entretanto, entender a métrica de Churn também é necessário.

Ao observar os motivos de cancelamento e declínio de ofertas, é possível identificar certos padrões e agir em cima deles. Dessa forma você consegue adquirir mais clientes e evitar futuros cancelamentos baseados naquela motivação identificada.

O que fazer após olhar para a base de dados?

Após coletar os dados e fazer as análises, é preciso partir para a ação diante de tudo o que foi visto. Esse planejamento pode ser estruturado de diversas formas, para diferentes fins e objetivos.

A seguir separamos algumas sugestões do que pode ser feito com o uso de dados para escalar o marketing da sua empresa.

Efetuar correções em barreiras encontradas

Durante as análises da base, pode ser que você encontre falhas e obstáculos nos dados coletados. Seja por uma má integração de sistemas ou por erros em dashboards, podem haver algumas barreiras para conseguir obter os dados de forma segura e completa.

Caso isso aconteça, vale a pena contar com um profissional de Dados para te ajudar a organizar e resolver essas questões antes de realizar qualquer ação a partir deles.

Investir em inovação

Olhar para a base de dados de uma maneira mais analítica pode gerar vários insights sobre possíveis inovações.

As inovações podem ser de diferentes naturezas, como uma melhoria dentro do fluxo do produto, a inserção de um novo meio de pagamento para os clientes utilizarem, a presença da marca em um novo canal de comunicação para atendimento, e mais.

Existem marcas, inclusive, que conseguem obter bastante sucesso e êxito com a criação de um novo produto ou serviço a partir desses estudos de base de clientes e dados de marketing.

Direcionar campanhas para o público-alvo correto

A partir do momento que você entende o perfil do seu cliente, é possível traçar uma persona ideal e executar campanhas voltadas para ela.

Além disso, estratégias de marketing digital podem ser feitas com melhor alcance, com anúncios direcionados para personas com maior potencial de conversão e compra.

Desta forma, o CAC (Custo de Aquisição do Cliente) pode ser reduzido, para gerar um resultado na taxa de lucro da empresa e diminuição das despesas para a conquista de novos clientes.

Personalizar de forma escalável

Oferecer um atendimento personalizado tem feito a diferença no posicionamento das marcas e na identificação do público consumidor com seus propósitos.

Ao estruturar os dados, é possível automatizar a personalização da comunicação, para tornar essa ação escalável e bem integrada aos sistemas, seja de CRM, CRC e outros.

Conheça a Cinnecta – A plataforma de inteligência de dados que recomenda ações

Para se ter uma coleta e análise de dados eficaz, é preciso contar com uma boa ferramenta como apoio.

O cinnecta ltv é uma plataforma focada na segmentação da base, recomendação de ações estratégicas e definição e identificação de diferentes perfis de clientes com maior potencial de acordo com os dados analisados. Essa plataforma atua em todo o ciclo de vida do cliente, ao mapear gaps e oportunidades ao longo de toda a jornada, de ativação à recuperação de clientes.

Agende uma conversa com nossos consultores, e saiba mais sobre a plataforma.

Conclusão

Ao longo do texto exploramos a importância de usar dados para escalar marketing dentro de uma empresa. Para isso, mostramos que apostar no Marketing BI é o caminho ideal para conseguir bons insights e resultados.

Portanto, atrelar ações de marketing à tecnologia e análises de dados é fundamental para alavancar as vendas, melhorar a presença da marca no mercado, gerar inovação e novas possibilidades de crescimento.

Se você ainda não sabe por onde começar a implementar a cultura data-driven dentro da sua empresa, temos um outro conteúdo sobre o tema que pode te ajudar nesse processo.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email